Cala a boca, Lobão.


Enquanto o pau está comendo no mundo todo, com a maior queda na bolsa nos últimos 7 anos, o Lula deixa o Lobão insistir na besteira de estatal para o pré-sal, justo hoje. Além de ser uma malandragem sem tamanho da turma da política, que quer fazer o próprio cabide de emprego em tamanho grande, ainda termina de afundar as ações da Petrobrás na lama, no pior dia para a economia mundial em muito tempo.

É falta de sensibilidade com quem trabalha deixar um país ser governado pela velha turma da política (PTSDBMDemo).

Como eles não tem que trabalhar para ganhar dinheiro, brincam com o dinheiro da população. Aprofundam crises, quebram a confiança no sistema jurídico para ajudar os amigos, e tudo com a anuência do nosso povo besta, que comparece às urnas como quem comparece à missa de domingo: sem contestar uma vírgula do que pareça errado.

E ainda tem jornalista debochando do fato de os EUA aceitarem os títulos brasileiros como garantia para dívidas. Debochar por quê, se o fato de os títulos serem aceitos é um sinal bom para o que significa o nosso país? Se os americanos são ricos é porque trocamos o ferro da Vale por carros Ford e computadores Intel. Se eles estão querendo comprar nossas dívidas, tanto melhor. Se significa que a economia americana está indo mal, melhor ainda: vão precisar de substitutos, e estamos vivos e trabalhando.

Eu diria que a manifestação do jornalista é a demonstração da síndrome do anão:

“- A loira linda, 1.80m, segura e debochada,  vê o anãozinho e vai conversar por curiosidade. Conversa vai, conversa vem, e ela descobre que o anãozinho tem 20 cm cruciais de pura arte. A loira fica curiosa, convida o anão para discutir estética no apartamento, e o anão, receoso, diz:

– Mas eu só tenho 1,40.

A loira insiste, fica incomodada, pede para o anãozinho deixar este detalhe para lá, contar como é que é. E o anãozinho:

– Mas eu só tenho 1,40.

A loira, desesperada, há 6 meses sem uma companhia, implora para o anãozinho ir com ela até o cantinho, só pela curiosidade. E o anãozinho

– Mas eu só tenho 1,40.

De repente passa o Seu Tripezinho, 50 anos, 0,80m, e pura experiência e segurança. Leva embora a loira, a cerveja, e a bajulação.

E o anãozinho, espantado:

– Pô…. Mas eu sou o dobro desse cara!!!”

Cada país com a imprensa que merece. Amiga do poder e inimiga do produtor.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: