Médico condenado por morte em cirurgia plástica.


Um ex-médico, com registro cassado, foi condenado pelo Tribunal do Júri de Taguatinga por homicídio e exercício ilegal da medicina.

O réu foi acusado pela morte de 5 pacientes, ao fundamento de que realizava cirurgia de lipoaspiração e mamoplastia sem ter realizado preparação profissional que os qualificasse para a prática. Utilizava ainda um certificado falso de especialização em cirurgia plástica. O júri reconheceu a sua responsabilidade pela morte de duas das cinco pacientes, sendo condenado a 14 anos e meio por morte.

A condenação também envolveu o exercício ilegal da medicina., com pena de 1 ano pela conduta.

O médico já tinha problemas com a prática da medicina em Goiania,  estado onde havia assinado Termo de Ajustamento de Conduta para não mais realizar procedimentos cirúrgicos. Porém, passou a atuar no Distrito Federal.

Quando a senteça for publicada poderemos saber mais a respeito.

Mais informações, no link.

http://www1.folha.uol.com.br/folha/cotidiano/ult95u592200.shtml

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: